François Billot de Lochner

Em 13 de Maio de 1917, a Virgem Santíssima apareceu a três pastorinhos na vila de Fátima. Esta aparição foi precedida por várias aparições de um anjo, o Anjo de Portugal. Sob todos os aspectos, este foi um acontecimento extraordinário, que o Papa Pio XII não hesitaria em qualificar como o acontecimento mais importante na história da Igreja desde a morte de Cristo. E ainda…

Quem hoje tem consciência sobre o que aconteceu em Fátima? E tem conhecimento das mensagens fundamentais transmitidas pela Virgem Santíssima durante seis aparições, seguidas por aparições que apenas dizem respeito à pequena Lúcia, uma vez que os seus dois primos tinham entretanto falecido?

Quem tem hoje conhecimento dos pedidos repetidos da Bem-Aventurada Virgem Santíssima sobre o que era certo e justo e que foram quase completamente esquecidos pela Igreja? No entanto, a Virgem Santíssima havia alertado os pequenos videntes: o seu filho sofria tamanho desprezo e tantas infâmias que seria impossível reter o seu braço caso as suas palavras não fossem por nós escutadas.

Quem sabe que o Anjo de Portugal fez com que os três videntes comunicassem com um exército sangrento, revelando também, se fosse necessário, a presença real de Cristo em cada exército?

Quem sabe que a Virgem Santíssima mostrou o inferno aos três pequenos videntes, um inferno que não estava vazio, como muitos prelados e fiéis afirmam com muita frequência, e que era tão aterrorizante que os pequenos videntes disseram mais tarde que essa visão quase os matou? Quem está ciente do acontecimento sem precedentes do “milagre do sol”: perante quase 70 000 pessoas, durante a última das seis aparições, o sol começou a dançar em sua órbita e se aproximou da Terra a uma velocidade esmagadora, causando um medo indescritível entre os presentes?

A Igreja em geral, e a Igreja da França em particular, parecem apagar o que foi, se acreditarmos em Pio XII, o acontecimento mais importante na história da Igreja desde a morte de Cristo. Ela não põe em prática o que a Virgem Maria pediu em Fátima, que é, no entanto, muito simples e acessível a todos. Essas aparências obviamente incomodam. Mas um dia, a verdade terá que ser contada, e vão ter de explicar por que as mensagens e pedidos da Virgem Santíssima, que é afinal a mãe de Deus, são a este respeito e nesta altura tão negligenciados.

Presidente de Liberté Politique