SER MEMBRO DA ALTERNATIVA PORTUGAL
Podem ser membros da Alternativa Portugal os cidadãos Portugueses que se revejam nos seus ideais e objectivos e que não tenham atentado publicamente contra os símbolos nacionais, nem tenham antecedentes criminais atentatórios da sua boa imagem como cidadãos.

Não pode ser admitido quem: tiver contribuído para o desprestígio da Alternativa Portugal ou dos seus dirigentes; tiver praticado actos contrários aos fins que a Alternativa Portugal se propõe.

A qualidade de membro da Alternativa Portugal é sujeita a ratificação e torna-se efectiva depois de paga a respectiva inscrição.

DONATIVO 20,00€

DONATIVO 20,00€

DONATIVO 20,00€

DONATIVO 20,00€

DONATIVO 20,00€

DONATIVO 20,00€

Honrar o Dia de Portugal junto ao Monumento aos Combatentes

— Luís Henriques | Construído para prestar homenagem e preservar a memória duma época e de todos aqueles que se bateram na defesa da integridade de Portugal, o Monumento aos Combatentes do Ultramar aponta também ao respeito das gerações vindouras pelo espírito de sacrifício e o […]

AVANÇAR

Os horrores da Revolução Francesa: o genocídio de Vendeia

O primeiro genocídio dos tempos modernos foi o genocídio de Vendeia: Em 18 meses, até à decapitação de Robespierre em 27 de Julho de 1794, 117 000 pessoas da região de Vendeia foram assassinadas com o objectivo declarado de fazer um genocídio […]

Ler Mais

Cuidado! Sou um apóstata!

Padre Nuno Serras Pereira
Um sacerdote singularmente original resolveu acusar ferozmente de apóstata um amigo meu que se atreveu a advogar a possibilidade da Sagrada Comunhão na boca, nestes tempos de pandemia. Um apóstata, para quem não […]

Ler Mais

Austeridade ou imbecilidade militante?

Brandão Ferreira
Austeridade, do latim, “austeritas”, qualidade do que é austero (rigor, severo); o que, aplicado à Economia, significa “rigor teórico no controlo dos gastos”. Uma política de austeridade é utilizada quando o nível do “deficit” é considerado insustentável […]

Ler Mais

Tornámo-nos num país de fingimentos

Médica Margarida
Ultimamente passamos a vida a fingir. Fingimos que, em Portugal a Covid19 é muito grave, quando o número de doentes internados em enfermarias e em Unidades de Cuidados Intensivos, mesmo após o desconfinamento, é muito mais baixo […]

Ler Mais

ADERIR À ALTERNATIVA PORTUGAL

aderir ao movimento

Subscrever